O que você está lendo? #58



De volta com a sessão do blog "O que você está lendo?", trouxe duas leituras aos quais estou gostando bastante. Em breve farei uma resenha aqui no blog, mas para quem tiver o interesse, no Instagram posto com mais detalhes sobre as minhas leituras, clica aqui para me fazer uma visita lá! 


Lendo: Samantha Sweet, executiva do lar. 
Autor(a): Shopie Kinsella 
Páginas: 348
Comentário: Eu nunca li nada da autora Shopie Kinsella, apesar de seus livros serem muito bem recomendados. Comecei a ler o livro em E-book, bem por acaso mesmo e estou gostando bastante, tem uma leitura muito leve, fluída e bem divertida. 


Lendo:  Cidade dos Ossos 
Autor(a): Cassandra Clare
Páginas: 462
Comentário: Já tinha lido esse livro a muitos anos atrás, como comprei a coleção completa agora, resolvi relê-lo para relembrar alguns detalhes da história. É um livro muito bom, estou gostando bastante e em breve faço resenha aqui no blog e no Instagram




E vocês, o que estão lendo? 

Lançamentos literários - Grupo Editorial Pensamento


O Grupo Editorial Pensamento está recheado de lançamentos para este mês de Julho, tem vários livros de um dos meus gêneros preferidos, que é o de "Desenvolvimento pessoal", e minha lista de desejados só está que aumenta. Vamos conferir alguns dos lançamentos do mês? 





Para conferir mais lançamentos do Grupo Editorial Pensamento, acesse o site clicando aqui e não esquece de visitar o blog no Instagram, postei uma publicação sobre o gênero desenvolvimento pessoal e gostaria muito de saber o que você acha sobre. 

Um Caco de Telha, R.Pimenta


Título: Um Caco de Telha | Autor(a): R. Pimenta  | Editora: Publicação Independente Ano de edição: 2019 Páginas: 313 | Classificação:  | Comprar: Amazon 



A realidade não se impõe, ela é percebida, aberta à interpretação. Álvaro remete a um subsolo de Dostoiévski, preso, desejando a prisão, desconectado do sensível, dessa res extensa de Descartes. Nina é livre, é liberdade e movimento, quase uma heroína de Murakami ou um domingo de Lispector. Ao contar alternadamente as histórias desses dois, o autor R. Pimenta parece deixar explícito que é só um dos dois que pode existir, ou que um cancela o outro. Um caco de telha é uma obra ficcional que trata disso, dessa angústia que advém de alternar entre o movimento e a interpretação, do quanto consumimos a sensação até que não sobre nada. Com um final surpreendente, esse é um livro que não procura trazer conforto, mas sim coçar a ferida existencial humana moderna, como se fosse mesmo um caco de telha.."Somos apenas almas soltas, perambulando por um mundo sombrio e solitário, habitando corpos que não nos pertencem, porque não existimos"."A solidão não era tão ruim assim. A ausência dos outros, porém, era às vezes sofrida, porque não tinha nenhuma escora para sua alma.".R. PimentaUm caco de telha.

“Somos apenas almas soltas, perambulando por um mundo sombrio e solitário, habitando corpos que não nos pertencem, porque não existimos”
ㅤㅤㅤ
“A solidão não era tão ruim assim. A ausência dos outros, porém, era às vezes sofrida, porque não tinha nenhuma escora para sua alma.” ㅤㅤㅤㅤㅤ
ㅤㅤㅤ
“Um Caco de Telha” é um livro que trata, acima de tudo, do isolamento que caracteriza a existência humana, escrito pelo autor R. Pimenta, com uma narrativa rica em detalhes e abordagens filosóficas. Nos deparamos com os personagens Álvaro e Nina. É um livro que não procura trazer conforto, mas sim coçar a ferida existencial humana moderna, como se fosse mesmo um caco de telha.
ㅤㅤㅤ
No início eu fiquei um pouco confusa com a história, mas logo depois fui adentrando no mundo dos personagens, em suas análises e comecei a gostar bastante, é uma obra rica em detalhes, uma escrita fluída, recomendo muito a leitura! 

Resenha - A Garota que lia Estrelas, Kiran Millwood Hargrave


Título: A Garota que lia Estrelas | Autor(a): Kiran Millwood Hargrave  | Editora: Jangada Ano de edição: 2019 Páginas: 264 | Classificação:  | Comprar: Amazon 



Isabella mora numa ilha cercada de lendas e sonha em visitar as terras distantes que seu pai, um cartógrafo, um dia mapeou. Quando sua melhor amiga desaparece, ela decide fazer parte da equipe de busca e, guiada por mapas antigos e o conhecimento que tem das estrelas, viaja pelos Territórios Esquecidos da ilha, repletos de perigos e criaturas horríveis. Mas sob os rios secos e florestas mortas, uma lenda feroz está despertando de seu sono....

"A Garota que Lia Estrelas" é um livro voltado para o público infantil, uma leitura bem leve, rápida e com um pouco de mistério envolvido. Conta a história de Isabella, uma garota de 13 anos, que mora em uma ilha cercada por lendas e sonha em visitar as terras que seu pai, cartógrafo, um dia mapeou. Isabella mora com seu pai, Senhorita La, uma galinha, e um gato, perdeu muito cedo a sua mãe e o seu irmão gêmeo, Gabo. É uma garota com uma personalidade muito forte, destemida, que reúne toda a sua coragem para salvar o povo de seu vilarejo, em Gromera. 

Desde a chegada do tirano Governador Adori na Ilha de Joya, a vida dos moradores viraram de cabeça para baixo. As pessoas perderam o direito de ir e vir, parte da população foi banida para os territórios esquecidos e qualquer sinal de rebelião é motivo de prisão e execução. 

Sua melhor amiga é Lupe, a filha do Governador, mas a amizade está por um fio, desde que Cata, uma colega de escola delas é assassinada, e Isabella culpa o Governador por isso, já que ele não está disposto a colocar os seus homens em busca do assassinato da garota. 

Com o assassinato de Cata e a briga entre as duas melhores amigas, Lupe resolve ir em busca do assassino sozinha, na Floresta, para provar que não é ruim igual a seu pai. Isabella se sente culpada e resolve se juntar a uma busca para encontrar sua melhor amiga. Nessa aventura, além de realizar o seu sonho, Isabella desvenda muitos mistérios da Ilha. 

"Meu pai diz que 'destino' é uma palavra usada por pessoas que não querem assumir a responsabilidade por suas próprias vidas."

"A Garota que lia Estrelas" tem uma escrita bem simples, apesar de algumas falhas no desfecho do mesmo, recomendo para quem está a procura de uma fantasia juvenil para para distrair.