Resenha - Um Mundo Brilhante.

sexta-feira, março 02, 2012

 
 Título original: The Glittering World
Autor: T. Greenwood
Editora: Novo Conceito
Número de páginas: 336
Classificação: 2/5
Onde Comprar: Encontre o melhor preço.
Quando o professor Ben Bailey sai de casa para pegar o jornal e apreciar a primeira neve do ano, ele encontra um jovem caído e testemunha os últimos instantes de sua vida. Ao conhecer a irmã do rapaz, Ben se convence de que ele foi vítima de um crime de ódio e se propõe a ajudá-la a provar que se tratou de um assassinato. Sem perceber, Ben inicia uma jornada que o leva a descobrir quem realmente é, e o que deseja da vida. Seu futuro, cuidadosamente traçado, torna-se incerto, pois ele passa a questionar tudo à sua volta, desde o emprego como professor de História, até o relacionamento com sua noiva. Quando a conheceu, Ben tinha ficado impressionado com seu otimismo e sua autoconfiança. Com o tempo, porém, ela apenas reforçava nele a sensação de solidão que o fazia relembrar sua infância problemática. Essa procura pelas respostas o deixará dividido entre a responsabilidade e a felicidade, entre seu futuro há muito planejado e as escolhas que podem libertá-lo da delicada teia de mentiras que ele construiu.  
Essa capa é incrível e MUITO brilhante, realmente vale ter o livro pela capa, já pela história... nem tanto!

Minhas expectativas sobre esse livro eram um pouco altas e eu acabei me decepcionando com os personagens e como a história foi mal explicada, esses foram os pontos negativos pois o livro tinha tudo para ser perfeito, mais não foi.

"Um Mundo Brilhante" conta a história de Ben, um professor de história que mora em Flagstaff com a sua noiva Sara, que trabalha em um hospital a maior parte do tempo. Em uma manhã depois do Halloween, Ben encontra na frente da sua casa um homem jovem morto e congelado pelo frio, com a aparência de que apanhou de outras pessoas. Algum tempo depois a policia determinou que o jovem estava bêbado e que morreu por que ficou exposto ao frio, mais Ben sabia que não era só isso, sabia que o caso ia muito além e foi aí que Ben correu atrás da verdade. No hospital, ele encontrou a irmã do homem, a Shadi, que também não estava convencida de que o seu irmão tenha morrido bêbado, pois ele nunca bebia álcool além da conta. Ben descobriu que o nome do jovem era Ricky e que ele ia as vezes jogar Bilhar no bar em que ele trabalhava com os seus amigos na hora vaga. Ben também descobriu que tudo estava tão ligado que até mesmo um dos seus alunos tinham envolvimento na morte do Ricky.

O livro se resume na morte do Ricky, no encontro de Shadi e Ben e por fim no envolvimento do personagem com toda essa história. È por isso que eu disse, tinha tudo para ser uma história legal, mais o que mais me incomodou (além dos pontos neg. acima) foi o romance proibido do Ben e da Shadi, o que realmente foi aquilo? Se tivesse terminado de uma maneira diferente eu poderia até ter aceitado o fato que de que eles se amam, mais não terminou e então eu não gostei do romance deles.

Ben é um personagem patético, tudo o que ele fez no livro acabou como se nada tivesse acontecido no final, como se tudo que você queira não fosse acontecer, se tudo continuasse na mesma. Pra mim foi isso que a autora conseguiu expressar.

Agora você pensa, uma resenha tem que expressar os pontos negativos e positivos do livro, mais o problema é que eu não tenho pontos positivos para colocar aqui, os únicos pontos positivos são que a capa é linda e que mesmo não sendo bem contada, a história é leve. Enfim, a minha opinião é essa, sinto muito se algumas pessoas leram e gostaram, eu tenho mesmo um problema em gostar dos livros bem recomendados pelas mídias (hahaha, foi uma brincadeira verdadeira).

You Might Also Like

5 comentários

  1. Miga não sei o que falar porque não li mas acredito que esse livro não tem uma temática das suas preferidas, mas fazer o quê, fez parceria tem que lê né??? Cuidado para não deixar os seus queridos na estante e ficar passando todos de parceria na frente =)
    bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Livros de parceria realmente tem que ser lidos, mais não é bem assim, pois tem livro de parceria que eu ainda não tive tempo pra ler. Eu só peguei esse livro pra ler porque achei que ele seria ótimo, estavam todo mundo falando sobre ele e a sinopse me interessou, foi por isso que eu li e não por obrigação...

      Mais enfim, eu não curti muito a leitura. E de vez enquando eu passo sim os livros que gosto na frente. Beijo.

      Excluir
  2. Nossa. Fiquei um pouco chateada! rsrsrsrs
    Tava louca para ler este livro, vi ele na saraiva e me apaixonei pela capa. mais como diz: A capa muitas vezes não diz nada né....
    Sei que é sua opinião... Mais a gente fica meio com o pé atrás...
    Vou deixar ele na minha listinha, mais vou pensar um pouco. kkkkk
    Gostei da sua resenha... Você foi bastante sincera. Gosto disso!
    Beijos...
    Passa lá no Blog, tem post novo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. aaah mais eu também fiquei chateada, haha. Eu pensei que gostaria mais não deu certo, vi muita gente com a mesma opinião que eu mais vi algumas pessoas com resenhas positivas também, então vai por gosto de leitura mesmo... Espero realmente que você goste do livro!!

      Obrigada, passo no seu blog sim!
      Beijo.

      Excluir
  3. Ah, já é a segunda resenha que leio e a segunda negativa. :~
    A capa pode ser bonita como for, mas não fiquei com vontade de ler o livro pela sinopse, quanto mais por essas opiniões negativas...
    Beijos

    ResponderExcluir

Receba atualizações por E-mail: