Extraordinário - RJ Palacio.

quinta-feira, dezembro 31, 2015

Título: Extraordinário
Autor: RJ Palacio
Ano: 2013.
Editora: Intrínseca.
Páginas: 320.
Onde Comprar:    Americanas   por R$14,99

August Pullman, o Auggie, nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso, ele nunca havia frequentado uma escola de verdade... até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros.

"Extraordinário" é um livro maravilhoso, um dos meus favoritos de 2015. Falei um pouco dele no post "5 Melhores livros de 2015", com imagens, sinopse e minha opinião sobre o livro.

O livro trata-se sobre o bullying, assunto bem polêmico e bem presente na sociedade, mas não é um livro qualquer, como muitos outros (mas não todos) sobre bullying, é narrado pelo personagem principal, o Auggie, mas também narrado por amigos e familiares, conseguimos enxergar por todos os ângulos, e acompanhamos a trajetória de vida desse personagem tão cativante e como ele interfere na vida de todos, o lado positivo e negativo.

August, mais conhecido como Auggie, possui uma síndrome genética ao qual o deixou com uma deformidade fácil, e por causa disso, ele nunca frequentou a escola, e foi criado dentro de casa por seus pais e sua irmã, que também tinham o receio de que ele convivesse com pessoas comuns e que sofresse por não ser como elas. 
Auggie, aos 10 anos, começa frequentar a escola, um novo desafio, talvez o maior deles, enfrentar pessoas novas, ser diferente entre tantas pessoas comuns. Não foi muito diferente do que ele tanto imaginava, as pessoas realmente começaram a enxergar o garoto diferente entre todas as outras pessoas comuns no ambiente escolar. Alguns nem sequer o olhavam, outros perguntavam o que tinha de errado com ele, tiravam sarro, e outros já fingiam não reparar.

Então Auggie conhece a Summer, uma entre as pouquíssimas pessoas que conversavam com ele, mas Summer foi além disso, foi contra todos e resolveu ser amiga do Auggie, pois ela não enxergou o garoto diferente, com o rosto deformado, ela fechou os olhos e enxergou a sua beleza interior. Um garoto extraordinário, diferente não por causa da síndrome, mas por ser especial, carinhoso, prestativo, entre muitas outras qualidades.

Auggie sempre foi muito amado por seus poucos amigos e por seus familiares, um amor incondicional, mas ele não queria ser enxergado como um, queria que as pessoas o enxergassem como mais um. E essa é uma das mensagens que ele nos traz, enquanto nós vivemos em busca de ser diferente entre tantas pessoas normais, e não sermos enxergados como mais um, o Auggie nos mostra que quando se é diferente mesmo, o que mais deseja é ser normal. 

Essa é uma entre tantas as mensagens que o livro nos traz, tantas as reflexões. Em todos os capítulos, nos deparamos com ao menos uma frase cativante, que não esquecemos mais e faz toda diferença não só para a história do livro, mas para a vida.

Recomendo muito, e já ouvi várias outras pessoas falando a respeito do livro, se você não leu ainda, não deixe de ler, é um livro extraordinário, de um menino extraordinário, rodeado por pessoas extraordinárias. 

You Might Also Like

0 comentários

Receba atualizações por E-mail: