A Vida sem Manchete - Quanto custa ser feliz?!

terça-feira, outubro 15, 2013

A Vida sem Manchete é um livro de crônicas, sendo assim, tive a ideia de comentar sobre as crônicas mais interessantes que fazem parte do livro, em posts separados. Para cada crônica, um post. Falarei sobre o que cada crônica aborda, mas também com mais, muito mais, contendo minha opinião e minha pesquisa sobre a temática.
No livro, a crônica "Quanto custa ser feliz" foi a que mais me chamou a atenção. Gilmar Marcílio deixou claro que se a pessoa é rica e bonita, não quer dizer que ela é feliz. É o que a maioria de nós pensamos, se a pessoa for rica e bonita, não existe motivo para se queixar da vida. Mas não é bem assim, claro que isso ajuda e muito, tudo fica realmente mais fácil para essas pessoas, mas será que é bom conseguir tudo fácil demais? Tudo que vem fácil, vai fácil. Dinheiro demais não significa satisfação, e a beleza... ah, ela acaba. Não adianta de nada ser bonito por fora, e não por dentro, porque no fim o que fica é a beleza interior, é a sua personalidade, o seu caráter.

Para Gilmar, ser feliz é olhar para os benefícios de si mesmo, é se amar, ter autoestima, gostar de estar vivo e principalmente, não desejar ser o outro, ou o que é do outro, isso basta para a medida de uma existência feliz.

Para mim, ser feliz é tudo que o Gilmar afirmou, porém ele deixou de esclarecer que ser feliz é viver sem mentiras, é ser honesto, é amar não só a si mesmo, mas também ao próximo e demonstrar esse sentimento todos os dias, pois ninguém sabe o dia de amanhã, e ninguém sabe se no dia seguinte estará vivo.

You Might Also Like

1 comentários

  1. Que bacana. Eu adoro crônicas.
    Não conhecia o livro e achei bem interessante, é leal quando deixam reflexões.
    Bjo

    ResponderExcluir

Receba atualizações por E-mail:


TAG'S