Resenha - O Mundo de Vidro.

sexta-feira, dezembro 02, 2011

 
Autor: Maurício Gomyde
Editora: Porto 71
Nº de páginas: 236
Classificação: 2/5
Onde Comprar:

"Até onde pode ir a paixão de uma pessoa por outra? Como, quando e por que começa? Até que ponto pode-se cometer alguma loucura para fazer parte da vida de alguém? Quais as consequências da paixão avassaladora incompreendida? Nesse seu primeiro e hilariante romance, Maurício Gomyde retrata o cotidiano de um cidadão normal como tantos que se vê por aí em qualquer canto, tentando responder estas aparentemente simples perguntas. Passeando com extrema facilidade tanto pela liguagem refinada e sutil quanto pela tosca, Maurício Gomyde nos brinda com um livro de leitura fácil e extremamente agradável."


GENTE, O QUE VOCÊS VÊEM DE TÃO BOM NESTE LIVRO? Eu realmente desisti de achar alguma coisa interessante neste livro, e fiquei muito decepcionada de não ter gostado, pois todo mundo fala muito bem e eu não consegui descobrir o porque, meu livro deve ter vindo errado, só pode.

Comecei o livro faz muito tempo, e eu pensei em abandonar a leitura várias vezes, mais realmente não queria abandonar por ter recebido este livro do autor e por também ter que ler o novo lançamento do Maurício, o livro "Ainda não te disse nada"  se eu vou ler o outro, tenho que terminar este, não? E depois de muito tempo pensando em ler e não ler, peguei de uma vez e terminei.

Os pontos positivos não são muitos, mais são fundamentais para o livro, a narração do autor é muito boa, isso me fez continuar lendo, o prefácio é muito inspirador, o autor nos diz realmente como é se sentir ao escrever um livro e a diagramação é muito linda, a nova versão é verde, e por dentro tem a primeira folha preta escrito em branco, o que é bem legal.

Os pontos negativos também não são muitos, mais me irritou bastante, primeiro pelos personagens principais não terem nomes, todos os outros personagens possuem nomes, horácio(o papaguaio dele), Sandra... Agora me diz, porque justo os principais não vão ter nomes? São simplesmente chamados de "ele" e "ela". Algumas pessoas acham isso tão lindo e romântico mas, POR FAVOR NÉ!

O que mais me irritou não foi eles não terem nomes e sim o fato de todas as palavras serem usadas da mesma forma, repetindo letra por letra em cada palavra, tipo: "Er... Cof... Cof... siiiiiiim", me explica por que raios existe esse Cof e esse tanto de "i" na mesma palavra?  Eu realmente espero não estar exagerando, mais eu não consigo nem pensar em ler novamente esses cofs, porque eu odeio quando repetem palavras. rsrs.

Eu nunca gosto dos livros que estão sendo bem falados, e é por isso que eu não vou escrever aqui que não recomendo o livro, porque todos dizem super bem, mais você já sabe o que eu acho sobre isso então, vá em frente e tire as suas próprias conclusões... boa leitura!

You Might Also Like

4 comentários

  1. Boa tarde, tudo bem?
    Viemos te convidar para um sorteio que está rolando lá no nosso blog!
    Dá uma passadinha lá, se possível, e se gostar, siga-nos.
    Um beijo, e um ótimo final de semana para você!

    ResponderExcluir
  2. Oi! Passando para avisar que tem selinho para você no meu blog! ^^
    http://leiturasdokokoro2.blogspot.com/2011/12/selinhos-e-memes.html
    Bjus

    ResponderExcluir
  3. Passei para te conhecer e ao teu blog.Gostei e estarei seguindo.Bjss.

    ResponderExcluir
  4. olá gostei muito do teu blog, já te estou a seguir, visita o meu blog e segue-me também, bjOkas

    http://lipskisss.blogspot.com

    ResponderExcluir

Receba atualizações por E-mail:


TAG'S